Barco é reformado pela Prefeitura de Macapá para escoar produção agrícola do distrito do Bailique

Transporte fluvial recebeu reparos como pintura, troca de madeira, calafetagem, hidráulica e elétrica

0 27

Mais de 50 comunidades serão beneficiadas diretamente com a reforma de uma embarcação pela Prefeitura de Macapá. O transporte fluvial será utilizado para o escoamento da produção agrícola do distrito do Bailique, ilha distante cerca de 12 horas de viagem da capital.

O barco Comandante Abemor Coutinho recebeu reparos como pintura, troca de madeira, calafetagem (vedação de furos e rachaduras), manutenção da parte hidráulica e elétrica. No momento, a embarcação está em fase de legalização da documentação.

Vila Progresso, Buritizal, Liberdade e Arraiol são algumas das comunidade que devem receber o suporte do transporte, que vai atender ribeirinhos e trabalhadores do setor produtivo, fomentando a venda de legumes, hortaliças, mel, açaí, melancia, banana, entre outros produtos da região.

Embarcação recebeu reparos como pintura, troca de madeira e calafetagem | Foto: Arquivo/PMM

A embarcação também ajudará a reduzir os prejuízos causados pela salinização do rio e os seus efeitos na agricultura familiar, como explica o secretário municipal de Agricultura, Raimundo Costa.

“Observamos que essa salinidade está afetando principalmente as hortaliças e, com a dificuldade de escoarem a produção, principalmente da fruticultura, as frutas acabam estragando”, explica.

O gestor adianta ainda que, através do barco, a Prefeitura de Macapá estuda a implantação do projeto ‘Bailique – AGRO, as riquezas da Amazônia’. A iniciativa visa facilitar o escoamento da produção para Macapá, além de fomentar as vendas na capital.

“Essas famílias precisam escoar a sua produção para fomentar a venda dos produtos do campo, e o barco ajudará muito com o transporte para a cidade”, finaliza.

Barco está em fase de legalização da documentação | Foto: Arquivo/PMM
Comentários
Carregando...