Prefeitura lança Central do Descarta Treco para recolher móveis e eletroeletrônicos em Macapá

Serviço vai estar disponível a partir de segunda-feira (4), por agendamento via telefone

0 13

A população de Macapá terá nova opção para o descarte de materiais inservíveis. Nesta segunda-feira (4), às 8h30, a prefeitura lança a “Central do Descarta Treco”, para recolher móveis, eletroeletrônicos e outros objetos que sujam a cidade.

A Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana disponibiliza o telefone 9 8125-1151 (somente via WhatsApp), para que a população possa solicitar os serviços. O atendimento será de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h (exceto feriados).

O recolhimento vai ocorrer nas segundas, quartas e sextas-feiras na zona sul e Leste e terças, quintas-feiras e sábados na zona norte e oeste da cidade.

O solicitante deve informar o item a ser recolhido, além do endereço, com ponto de referência. O prazo para o recolhimento será de acordo com a ordem de serviço gerada no ato do atendimento. O transporte do material será feito em um caminhão baú, com capacidade de armazenar de 6 a 8 toneladas.

O secretário municipal de Zeladoria Urbana, Jean Patrick, informou que os materiais recicláveis serão destinados à coleta seletiva, já os sem utilidade terão como destinação final o aterro sanitário.

“Os moradores interessados em utilizar o serviço devem deixar seus objetos na porta das suas residências, meia hora antes do horário agendado. Nosso objetivo é retirar esses materiais acumulados em alguns pontos da cidade”, disse o gestor da pasta.

Além da limpeza, o projeto “Central do Descarta Treco“ vai trabalhar a conscientização da população para que não descarte móveis, colchões, eletrodomésticos velhos em vias públicas, praças, logradouros e margens dos canais.

Lixo
O despejo de lixo em locais públicos deve ser denunciado. A Zeladoria dispõe do número (96) 99970-1078 para atendimento. O crime pode também ser denunciado no prédio da secretaria localizado na Avenida Maria Quitéria, nº 317, bairro Trem, na zona sul de Macapá.

Comentários
Carregando...